Navegue melhor

Atualize seu navegador
Internet Explorer 8 FireFox Crhome Safari
É mais compativel

Endereço

Rua 801, Chácara VI, Vila Osvaldo Rosa, Cep: 74633-200 - Goiânia-GO
Fones: (62) 3202 3134 / 3261 4393 / 3202 2845
ASG - Notícias
EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE FGDS

DIA 06 DE MARÇO DE 2016

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE FGDS

LOCAL: ASSOCIAÇÃO DOS SURDOS DE GOIANIA

20160215183832

 

 
I - Campeoanto Brasileiro de Futebol Sete e Taça Brasil de Futsal Feminino

 A CBDS promove, juntamente com a Federação Goiana de Desportos dos Surdos - FGDS e Associação dos Surdos de Goiânia - ASG, 2 (dois) evento ao mesmo tempo: Campeonato Brasileiro de Futebol Sete e 2ª fase da Taça Brasil de Futsal feminino, que serão realizados nos dias 13 e 14 de julho, na sede da ASG, em Goiânia/GO.

O Campeonato Brasileiro de Futebol Sete será disputado entre federações, na modalidade masculina somente.

A Taça Brasil de Futsal feminino será disputada entre associações.

 

 

 
noticias
http://www.agel.goias.gov.br/index.php/post/ver/147863/equipe-de-futsal-se-destaca-no-4o.-jogos-sudamericanos-no-chile
Equipe de Futsal se destaca no 4º Jogos Sudamericanos no Chile

        A Agência Goiana de Esporte e Lazer recebeu hoje (19/10) pela manhã o presidente da Associação dos Surdos de Goiânia, Marcus Vinícius Calixto.  A equipe de futsal da Associação esteve participando entre os dias 8 a 12 deste mês do IV Jogos Sudamericanos Interclubes de Surdos em Santiago no Chile no estádio CORDEP. O grupo conseguiu se superar no campeonato passando de 9º para o 3º lugar neste ano. Foram bicampeões na Copa Centro-Oeste.

 

          A batalha foi grande durante a Copa do Brasil para garantir a vaga para participar dos Jogos Sudamericanos de Futsal. Em novembro do próximo ano (2013) a equipe irá participar do V Jogos Sudamericanos que acontecerá na Argentina.

 

         O presidente da Associação dos Surdos de Goiânia comenta que o incentivo foi muito importante, já que o esporte vem ganhando cada vez mais espaço. “Agradeço ao apoio do Governo do Estado de Goiás e a Agel por através do Pró-Esporte, juntamente com o presidente da Agel José Roberto de Athayde e ao diretor técnico Henrique por auxiliar nessa luta pela conquista da vaga e de mais um título”, ressalta Marcus.

 

Texto: Isabella Negrini

Foto: Silvano Rodrigues

 
Notícias

CAE aprova isenção de IPI para deficiente auditivo comprar carro

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (4) projeto que estende às pessoas com deficiência auditiva a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de carros para utilização no transporte autônomo de passageiros. A isenção já beneficia pessoas com deficiência física, visual ou mental, além de autistas.

O autor do projeto (PLS 14/08), senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), argumenta que a exclusão dos deficientes auditivos do benefício fiscal é discriminatória e que constitui dever do poder público amparar as pessoas que enfrentam dificuldades em competir, em igualdade de condições, com os demais cidadãos na vida econômica e social.
O relator, senador Gerson Camata (PMDB-ES), observou que aceitar a exclusão dos deficientes auditivos da isenção fiscal significaria concordar que o sentido da audição não tem nenhuma importância para o desenvolvimento da pessoa e sua integração na vida econômica e social.
Aprovado terminativamente pela CAE, o projeto deve seguir diretamente para a análise da Câmara dos Deputados, caso não haja recurso para sua votação no Plenário do Senado.
Djalba Lima / Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 

Eslováquia cancela Jogos Olímpicos dos surdos

18/02/2011 por ASG

A Eslováquia provocou uma enorme polêmica internacional após anunciar o cancelamento dos Jogos Olímpicos de inverno (no Hemisfério Norte) dos surdos, a apenas alguns dias da abertura do evento.

O Comitê Olímpico Internacional para os Surdos indicou na última sexta-feira em seu site a decisão de cancelar a competição, alegando "o fracasso do comitê organizador local de cumprir com suas promessas".

O evento, que duraria dez dias, estava marcado para começar na próxima sexta-feira.

A organização olímpica criticou as autoridades eslovacas por não terem conseguido buscar financiamento suficiente para a realização dos Jogos.

O diretor do comitê organizador eslovaco, Jaromir Ruda, é acusado de desviar 1,7 bilhão de euros (2,3 bilhões de dólares) procedentes dos patrocinadores.

Como consequência do cancelamento da 17ª edição dos Jogos, os atletas que já estavam no país para a competição viram-se obrigados a pagar pela hospedagem antes de ir embora.

"A delegação de 52 membros da Rússia dividiu a conta do hotel entre seus integrantes", disse Ingrid Voznicka, representante do Banik Hotel.

Fonte: Terra Noticias


 

 O número de pessoas afetadas pela deficiência auditiva está proporcionalmente relacionada ao grau de desenvolvimento do país.
16/02/2011 por ASG

Conforme o último Censo realizado pelo IBGE, a surdez é a segunda maior deficiência citada pelos entrevistados. Quando comparada a outras deficiências físicas, recebe pouca ou nenhuma atenção da sociedade, autoridades e até profissionais da saúde. Quem não escuta, tem dificuldade para se comunicar, portanto pode não compreender seu ambiente exterior, e se expressar através da fala. A audição é tão importante que dentre os orgãos do sentido é o único que permanece em alerta 24 horas do dia.

Fonte: http://www.dihitt.com.br


 

Mais de 40% das empresas não cumprem lei de cotas para pessoas com deficiência em SP

        
Quatro em cada dez empresas fiscalizadas pelo Ministério do Trabalho no Estado de São Paulo ainda não cumprem a lei de cotas, que neste sábado completa 19 anos.

Por essa lei, de nº 8.213 (de 24 julho de 1991), as empresas com cem ou mais empregados são obrigadas a reservar de 2% a 5% de suas vagas a deficientes. Se não cumprem a lei, são multadas.

O levantamento é da Superintendência Regional do Trabalho São Paulo e será divulgado nesta sexta-feira em encontro feito na capital paulista, em parceria com o Espaço Cidadania --ONG que faz programas de sensibilização social e empresarial para incluir pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Dados obtidos pela Folha mostram que foram fiscalizadas 6.682 empresas no Estado de São Paulo nos últimos cinco anos. Desse total, 41% (ou 2.741 empresas) estão irregulares e 59% (3.941) cumprem a legislação.

O número total de empresas que deveriam cumprir a cota determinada pela lei no Estado é de 11.951 (inclui fiscalizadas e não fiscalizadas). Nessas empresas, a previsão de vagas que deveriam ser destinadas a deficientes é de 221.068, segundo o levantamento realizado pelo órgão até junho.

"O total de trabalhadores com deficiência ou reabilitados contratados [nos últimos cinco anos] chega a 107.324", diz o auditor fiscal do Trabalho José Carlos do Carmo, coordenador do projeto de inclusão de pessoas com deficiência da superintendência.

A maior parte dos trabalhadores com deficiência contratados nas empresas paulistas tem algum tipo de deficiência física (46,3%) e auditiva (32,3%). Os demais são portadores de deficiência visual (4,8%), mental (6,3%), múltipla (1,5%), reabilitados (8,3%) e outras (0,5%).

Para o auditor fiscal, as empresas só cumprem a lei quando são fiscalizadas. "É muito difícil a contratação ocorrer espontaneamente", diz Carmo.

"Ainda há uma barreira cultural que impede a contratação desses profissionais", diz Carlos Aparício Clemente, dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região e coordenador do Espaço da Cidadania.

INCENTIVO

No dia 28 de junho, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência informou que o governo paulista deve conceder incentivos fiscais (reduzir tributos) para empresas que comprarem produtos e equipamentos tecnológicos que facilitem a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

A desoneração já está em estudo pela Secretaria e pela Fazenda paulista e deve ser anunciada ainda neste ano.

"A ideia é definir uma cesta mínima de produtos e permitir que empresas e profissionais autônomos com deficiência possam adquiri-los com isenção de impostos", disse, na ocasião, a secretária Linamara Rizzo Battistella". É mais um estímulo à contratação."

A lista dos produtos que podem ser beneficiados por essa desoneração ainda está sendo preparada. Entre as possibilidades estão leitores de tela, scanners para deficientes visuais, impressoras especiais para imprimir textos em braile e folheadores eletrônicos para auxiliar pessoas com dificuldade para manusear papéis e documentos

Fonte: Mercado- FOLHA DE S. PAULO- 23/07/2010

 

 

 

 


Copyright © 2017 ASG - Associação dos Surdos de Goiânia. Todos os direitos reservados.
MZmail            
Marenzo.NET - Hospedagem de Sites e Registro de Domínios